Autor: Ronaldo Nunes
•5/02/2010 01:38:00 PM
O que escrevo não me pertence
Pelo simples fato de escrever
Quando exponho minhas ideias e pensamentos
Tornam-se teus quando passas a ler
O que é meu está comigo
Não poderia estar com você
Pois a interpretação é unica
É o que me difere de você

Quando lemos um poema de amor

Nos tornamos emotivos
E se nós estivermos nos sentindo só
Com certeza este nos irá fazer sofrer

Pois o ser inanimado ganha vida
Quando tu passas a ler
E o que parece ser um fato relatado
Se torna a imagem do teu ser

Sempre lemos algo

Tentando entrar no universo do escritor
E isto faz de nós
Um ilustre redator
Que escolhe a forma adequada
Em que em nós melhor se adaptou
E assim lemos e nos identificamos
Com o que em nós se enquadrou

Todo mérito deve ser dado sim
A quem teve a idéia inicial

Mas se um dia este for copiado ou plagiado
Aconselho que não se sinta mal
Pois melhor é se concentrar
No que eu acredito ser o principal

Sua idéia já ganhou mais um adepto
E isso o torna um ser especial.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 5/02/2010 01:38:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 14 de março de 2011 18:28 , Angelina Miranda disse...

Que presentão, pelo dia da poesia...Adorei o texto!