Autor: Ronaldo Nunes
•5/28/2010 08:01:00 PM

Não sei se escrevo certo
Não sei se escrevo bem
Sei que não agrado a todos
Mas exponho o que dentro de mim mais tem
Não sei se o que escrevo é prosa, poema ou poesia
Só sei que é aqui
Que vejo minha alma refletida
Sou leigo
Tive poucas oportunidades
Na medida do possível
Vou matando minhas vontades
Não sei tudo que quero
Nem quero tudo saber
Apenas tenho a necessidade de nunca me render
De continuar em busca dos meus sonhos
Com fé no amanhecer

Sou sentimentalista
Sou sincero
Sou eu mesmo
Com qualidades e defeitos
Um homem livre
Que não cultiva o preconceito
Que não cultiva a discórdia
Que se não ajuda, também não quer atrapalhar
Assim eu sou, sou quem escreve
E quem tenta se descrever
Em versos improvisados
Um homem em busca do saber
Para fazer da vida melhor
E não mais alimentar o meu sofrer.




Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 5/28/2010 08:01:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: