Autor: Ronaldo Nunes
•5/02/2010 03:09:00 PM

Gosto da poesia simples
Poesia pura e singela
Que expressa a dor e alegria
Desde o sertão até os morros e favelas

Pois la estão os verdadeiros escritores

Escritores que expressam suas dores
Escritores que falam de desabores e amores

Amores...tem que haver o amor para algo dizer....

Amor pelas origens
Amor pela vida que viestes a ter
Independente das adversidades
A melhora esta dentro de você

Se acreditas em teu sonho

Logo ele virá a acontecer
O sertanejo pede a chuva
Para suas crias não morrer
La do céu ouve o divino
E faz a seca florescer

O pai batalhador que desce o morro para trabalhar

Sai de casa muito cedo
Ninguém o vê sair, ninguém o vê chegar
Mas luta dia e noite
Para a vida da família melhorar

Assim que é
Assim que tem quer ser

As dificuldades da vida
Me motivam a vencer
Se quiser um mundo melhor
Então comece por você.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 5/02/2010 03:09:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 14 de março de 2011 18:35 , Carmen Regina Dias disse...

Estamos começando, poeta...

Poesia é o páo nosso de cada dia,
é o nosso jeito de olhar para as coisas e senti-las sendo a vida.

Tudo é,ou se torna, em Poesia.
A poesia prevalece, e permanece.

Poesia é energia. Ninguém anuncia sua
chegada, como

"O pai batalhador que desce o morro para trabalhar
Sai de casa muito cedo
Ninguém o vê sair, ninguém o vê chegar..."

Pura poesia.

É o que permanece, a saga do homem pela
existëncia a fora, ao lado dele caminha
a fraternidade.