Autor: Ronaldo Nunes
•6/04/2010 05:02:00 PM

O sono não vêm
A solidão que não vai
Nesse impasse inquietante
Escrever ou refletir tanto faz
Ouço músicas inspiradoras
Sinto vontade de reviver o que ficou para trás
Mas o tempo não para
O que foi feito não se desfaz
Se foi um erro ou um acerto
Isso agora não importa mais
O que importa é como lidar com as consequências
De escolhas feitas há tempos atrás
O que doeu um dia
Continua doendo cada vez mais
Só que essa solidão também tem seu lado proveitoso
Reflito, escrevo, tenho medos
Me acovardo como tantos outros
Não finjo bancar o herói
Gosto de escrever
Para aniquilar o que dentro de mim me destrói
Pois somos indefesos
Quando estamos a sós
A valentia e a imagem do homem exemplo
Não me acompanha quando deito entre os lençóis.




Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 6/04/2010 05:02:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: