Autor: Ronaldo Nunes
•10/11/2010 12:34:00 AM

As lágrimas que não caíram
O choro que nunca cessou
Cada gota de tristeza
Foi em minh'alma que imperou
Desse modo que tão pouco se vê
Meu choro não é visível
Mas impossível esconder
Basta atentar-se a mim
E de todos meus queixumes irá saber
Mas como todos
Estes queria não ter
Tenho sem entender
Apenas convivo sem os querer
As lágrimas em mim persistem
Mesmo que não esteja visível a você
Estas que dão vida a um oceano
Oceano de tristeza em meu ser
Me afoguei nas próprias lágrimas
Por faltar tudo aquilo que um dia quis ter
Mesmo assim estou seguindo
Apesar de não saber mais o que fazer
Só sei que as lágrimas continuam
As lágrimas que escorrem na alma
Lágrimas que no rosto não se vê.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 10/11/2010 12:34:00 AM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 11 de outubro de 2010 14:42 , André Luis de Vasconcelos disse...

As lágrimas em mim persistem
Mesmo que não esteja visível a você
Que Frase Cumpadi Adorei a Poesia Sentimento Vivo e explicito