Autor: Ronaldo Nunes
•11/08/2010 12:13:00 PM

Acordei sentindo o coração bater mais forte
Acordei como quem tem medo da morte
Acordei...
E nem sei se posso chamar isso de sorte
Pois sonhava com um mundo perfeito
Sonhava...
E até mesmo sonhar
Não tenho direito

Pois o medo é cruel
Me faz acordar
Perceber que estou vivo
E o sonho não veio a se realizar
Não que eu não consiga
Mas da forma que sonhei
Acontecer, sei que não irá
Sonhei como quem nunca deixou de sonhar
Sonhei pensando acordado estar
Acordei...
E não quis acreditar
Que a insegurança de minhas noites
Persistem em me atormentar
Cada noite parece ser o fim
Parece que o dia nunca virá
Não entendo por que tem que ser assim
Medos noturnos
Aonde na verdade o descanso devia imperar.




Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 11/08/2010 12:13:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: