Autor: Ronaldo Nunes
•11/17/2010 12:18:00 PM

Sentado olhando da janela

Vejo um resquício
Do que acredito ser o infinito
Vejo o azul do céu
Vejo nuvens que vão indo
Indo ou vindo...não sei bem
Mas me identifiquei
Já que me vi nessa mesma situação
Ando, ando
Voa, Voa
Nessa grande imensidão
Céu de vida
Vida minha
Vida de muita ilusão
O que parece estar mexendo
Está parado
E o parado esta no chão
Esse sou eu olhando o céu
E viajando sem razão.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 11/17/2010 12:18:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 17 de novembro de 2010 13:36 , Feeh Laís - A Ruivaah... disse...

"Esse sou eu olhando o céu
E viajando sem razão.""

E essa é uma das razões mais pefeitas em estar Vivo..
Ter um céu que nos observa enquanto viajamos em sua imensidão.
Parabéns pelo texto :)