Autor: Ronaldo Nunes
•11/22/2010 09:12:00 PM


É muito difícil tornar as coisas fáceis
E muito fácil fazer com
Elas se tornem difíceis
Difíceis a ponto de se tornar quase impossível
As aparências enganam
E mais da metade é menos do que aparenta ser
Assim também
Menos da metade é o que realmente pensa ser
Confuso e até certo ponto oculto
Para quem obtuso pretende permanecer
Clarividente para quem
Sempre busca amadurecer
Vivemos de aparência
Mas ainda prefiro os valores humanos conhecer
A vida tem mais sentindo
Quando passas a enxergar
E deixa de simplesmente ver
Prefiro uma idéia "quente"
Do que um olhar “frio” a me perceber
Sou mais um em busca do progresso
Mas sem deixar a ordem se perder.


Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 11/22/2010 09:12:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

4 comentários:

On 23 de novembro de 2010 00:29 , larissa disse...

me choquei com a imagem! rs
a brincadeira com as palavras faz de qualquer poema mais interessante..

 
On 23 de novembro de 2010 14:54 , Anônimo disse...

sim é verdade a vida passa ter outro sentido quando deixamos de ver e passamos a enxergar..
parabéns poeta...
:):)

 
On 23 de novembro de 2010 18:15 , Eliana disse...

É verdade, é muito fácil tornar as coisas difíceis e é difícil descomplicar o difícil. Só depende de nós valorizarmos o que o ser humano tem de bom e digno e fazer do amanhâ sempre melhor. Ver com os olhos e enxergar com a alma!
Parabéns poeta!

 
On 23 de novembro de 2010 18:18 , Eliana disse...

Ia esquecendo...FELIZ ANIVERSÁRIO!!