Autor: Ronaldo Nunes
•1/18/2011 11:51:00 PM

Lá em cima tinha uma casa, a chuva veio e levou;
Lá em baixo tinha uma casa, a chuva veio e levou;
Aqui também jaz uma outra casa, que a chuva veio e levou...
-O que restou?
-Ah.... o que restou foi o que sobrou!!
-O que sobrou??
-Sobrou lama, tristeza e esperança!
-Esperança?
-Sim esperança...
De encontrar quem nestas casas
Um dia já morou.



-Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 1/18/2011 11:51:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 22 de janeiro de 2011 15:22 , Carmen Regina Dias disse...

No eterno somos
todos
um.
Há um momento fugidio em que ao mim mesma
se revela a verdade suprema da condição humana - estamos todos unidos pelo cordáo umbelical do planeta.
No infinitesimal eletron, girando como
as estrelas, a individualidade se movimenta.
E assim mesmo, náo gira apenas ao redor de si
mesmo, gira ao redor da sua tríade.

O poeta plantou seios por todo o quintal
para ajudar a alimentar o sonho
da fraternidade.