Autor: Ronaldo Nunes
•2/07/2011 02:15:00 PM

Ela...

Nasceu mulher
Cresceu menina
Viveu menina
Se foi mulher

Ela...

Prematura
Partiu sem despedida
Deixou tristeza que não finda
Que saudade

Do meu “bem me quer”.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 2/07/2011 02:15:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

4 comentários:

On 7 de fevereiro de 2011 14:26 , Carmen Regina Dias disse...

sniff, buáááá, que outras onomatopéias posso usar
para chorar com o poema? Ela se foi, que pena!
Mas, Poesia permanece. E prevalece, beijo.

 
On 7 de fevereiro de 2011 14:28 , Sandra Cajado disse...

Linda poesia,menino!

Deus abençoe tuas letras e teus versos!

Bjs no coração.

 
On 7 de fevereiro de 2011 14:36 , RosaMaria disse...

Boa tarde meu doce poeta!

Do que é feito uma boa poesia?

De pensamentos tortos e alguns rabiscos...
Algumas dores e muito amor.

Parabéns Ronaldo.

Um beijo gigante nesse coração tão lindo.

 
On 7 de fevereiro de 2011 17:26 , Roberta disse...

Doce... apesar de triste... doce...