Autor: Ronaldo Nunes
•2/25/2011 09:37:00 AM

De fato
O ato é seguido de consequência
E consequentemente
O ato formula um novo fato
Mas o fato
Não é enfatizar o ato
E sim o que leva a cometer tal ato
Mesmo sabendo que este fato
Não justifica o ato em questão
É preciso conhecer o problema
Para apontar de fato uma solução
O ato advém de fatores
E o fato pode advir de ação
Se conseguirmos tomar conhecimento
Deste ciclo
O ato nunca mais será tomado mediante precipitação
Consequentemente o fato será tomado
De um contentamento com o momento
Evitando transtorno e insatisfação.


Ronaldo Nunes

|
This entry was posted on 2/25/2011 09:37:00 AM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

3 comentários:

On 25 de fevereiro de 2011 10:18 , Renan O. Pacheco disse...

Ligado no
fado
às vezes
desato
É fato!

 
On 25 de fevereiro de 2011 11:45 , RosaMaria disse...

Olá poeta
Bom dia!

A vida prefere os corajosos.
E os corajosos preferem os atos, ao invés dos fatos.

Um beijo doce pra ti.
Fica bem

 
On 27 de fevereiro de 2011 19:37 , Roberta disse...

Poeta... lindo, viu... bjos