Autor: Ronaldo Nunes
•9/28/2011 01:38:00 PM

Rápido, ávido, confuso ao estilo clássico
O amor é suco, e o ódio é ácido
Corrói o corpo e alma
Derrete-nos como plástico


Analogia, metáfora, ainda há quem me compare com um palhaço
Se entendesse o que eu digo
Não faria o que faço
Por tanto errar, digo-lhes:
Não siga meus passos!

Errei por tentar
Mas tentar não errar é só o que faço
É osso! É só o que ouço dizer...
Pior seria se fosse aço

Caminhe!

Busque espaço
O mundo é gigante
Pra quem conta os passos

Ande!

O tempo é escasso
A vida é um presente
Mas não vem com um laço

Reconheça as dádivas
E nunca verás o fracasso.




Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 9/28/2011 01:38:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: