Autor: Ronaldo Nunes
•4/05/2012 03:02:00 PM


I

Rasgar o verbo
Rasgar a pele
Verbalizar
Escrever o que sente
Sentir na pele
E nunca calar
Silenciar a dor
Acalmar o coração
Palavras guardadas só fazem bem
Se estiveres em meio à multidão

II

A dois
A sós
Depois
Em lençóis
Entre nós
Não vale a pena calar
Sussurre-me
Exprima
Não deixe o momento passar
E se não queres
Dizer
Fale-me então com o olhar
Só não permita que esse momento
Seja interrompido por um silêncio sem par.



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 4/05/2012 03:02:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 7 de abril de 2012 00:45 , Camila Senna disse...

Coisa linda, Ronaldo. Como foi importante ler sua poesia que além de bela e simples é tomada por uma sensibilidade gigantesca! Obrigada por me encontrar, me encontrando, encontrei seus versos imersos de paixão.

BeijoMeu#
Luz;*