Autor: Ronaldo Nunes
•5/02/2012 11:37:00 PM




                                                                 A

     A          N          A

                                                                 A


Peguei-me pensando em teu nome, na simplicidade dessas idas e vindas de um olhar para a mesma conclusão... Na complexidade destas duas letras. Áene, êne-a. Ah... Ãná.

Tanto faz a ordem! O fator não é alterado. Sou capaz de te ver em todas as coisas, e de ler o teu nome até ao contrário.








Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 5/02/2012 11:37:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 3 de maio de 2012 01:34 , Fernando disse...

Simples e complexo, como o refrão de um bolero.