Autor: Ronaldo Nunes
•8/27/2012 04:07:00 PM

Se eu pudesse, gritaria: AMOR!
Se eu pudesse gritaria, meu amor...
Se eu pudesse, brigaria amor
Brigaria, por esse amor
...
Cartola cantou, e me inspirou
O grito ecoou, mas tanto eu como ele, dizemos:
Não vou!
Não quero, não queremos...
Por sofrer de amor, lonjuras,
Não vou, não quero! ...
Brigar, gritar, expor aos quatro cantos o amor que sinto por ti
Se tu que me interessa, não queres me ouvir

Não,
Não grito, não brigo
Não vou, não mais...

Pois a distância entre o teu querer e permitir
Fez-me perceber que, teu homem,
Não sou.



Obrigado Cartola!



Ronaldo Nunes
|
This entry was posted on 8/27/2012 04:07:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 27 de agosto de 2012 21:58 , Angelina Miranda disse...

Teu homem não sou eu... Muito triste isso, embora a poesia seja bonita... = /