Autor: Ronaldo Nunes
•10/25/2012 02:29:00 PM
[créditos da imagem.]


A la fenêtre; comptant les heures
... Por que todas as coisas ainda que infindáveis em sua existência,
São possuidoras de uma limitada contemplação.
E talvez, não seja mais prudente permanecer parado,
Estático nessa relação, enquanto os dias se vão,
Enquanto permanecer é um sim, por ser mais cômodo que um não.
Abandonar o cotidiano é preciso,
Dia pós dia, reinventar a solidão...
Ficar sozinho não é dos piores males.
Pior é ter companhia, e se sentir
Em total exclusão.




Links para esta postagem
Autor: Ronaldo Nunes
•10/22/2012 10:41:00 PM

[créditos da imagem.]

Aqui me expresso
E não transcrevo o que sinto, não!
Traduzo.
Traduzo, tentando colocar em palavras o meu real sentir.
Sinto...
A necessidade em falar de meus anseios.
Mas não falo, não!
Escrevo.
Escrevo nesse campo gráfico-visual o que mais se aproxima
                           [de todos esses sentimentos e sensações.
Para que, então, tu leias
E compreenda o mínimo possível
A ponto de dar-se conta que,
Na falta de uma musa, a aula de Vocábulo serve também para
                      [transferir de meio, esse resquício de inspiração.






Links para esta postagem
Autor: Ronaldo Nunes
•10/16/2012 06:13:00 PM

[créditos da imagem]

Enquanto recuperas a energia,
Contemplo-te
Renovando as minhas.
Relato nossos momentos, pausadamente,
Degustando cada segundo,
Querendo-te ininterruptamente,
Enxergando-te nesse quarto escuro
...
Teus olhos brilham
Teu sorriso ilumina
Tua voz (en)canta
Teu rosto é a face da minha alegria

Ainda que eu não levante da cama para ascender a luz
e defronte-me ao espelho
Está claro que,
Ti, somente em ti, é que posso ver-me com um sentido na vida.




Links para esta postagem
Autor: Ronaldo Nunes
•10/11/2012 03:37:00 PM



Já passava da meia-noite e nada dela chegar. Todos naquela casa começaram a ficar agoniados. Andavam de um lado para o outro, estavam estressados, irrequietos, ansiosos, na esperança de que logo ela voltasse... O suor os deixava mais nervosos ainda. Por ela não se encontrar ali, nenhum deles sabia exatamente o que fazer. Aliás, nenhuma outra coisa senão encontrá-la, era o que queriam fazer... Não tomaram banho, deixaram os afazeres domésticos, lá, largado, roupas sujas, panelas, pratos, copos, a cozinha estava inutilizável, só então, em meio a toda aquela desordem é que se deram conta do quanto ela fazia e faz falta naquele lugar. Estavam todos desesperados, já se pensava até em sair de porta em porta para ver se encontravam-na em algum lugar da vizinhança... Porém, não foram. E assim como eles, a desordem ainda continuava lá, motivada pela ausência dela...
 -O que será que fizeram com ela? Onde ela se encontra? Ninguém sabe exatamente. Disseram que seu sumiço se deu por causa de umas atitudes impensadas. Balela! Será? Não sei... Mas o que todo mundo sabe é que ela faz falta!
De fato, água potável só tem sua importância reconhecida quando a população enfrenta problemas com abastecimento.





#ConsumoConsciente
Links para esta postagem
Autor: Ronaldo Nunes
•10/01/2012 02:17:00 PM

[créditos da imagem]
Vestia nuvens,
Seus cabelos eram parte do alvorecer...
O corpo era pura entrega.

Fazia-me admirá-la, querendo ser parte dela,
Integrar esse céu,
Estar suspenso em sua imensidão...
Não me contive em dizer o quanto és bela.

Encantado por ti, estou! 
Meu céu de infinita sedução.




Links para esta postagem