Autor: Ronaldo Nunes
•12/10/2012 01:55:00 PM

Resolvi postar hoje no blog um texto que criei motivado por uma questão proposta por uma professora do curso de Letras. De certo que o texto poderia ser mais trabalhado, mas por ser tratar de um exercício de sala de aula, posto sem alterações.
____

            Acompanhar as novas tecnologias é preciso! Acredito muito nisto, mas é preciso ter consciência de onde se vem e pra onde se vai com o uso delas.   Vejo o quão importante tem sido todo esse avanço, cito a internet como o exemplo mais forte. Não nos imagino sem ela, mas me recordo de quando vivia sem conhece-la. De fato, sua existência é de extrema necessidade, mas penso que não seja necessário usa-la ao extremo. A inserção dessas novas tecnologias na sala de aula, tem lá seus benefícios. Abro um espaço aqui, para contar um fato que me ocorreu no curso de letras: Uma professora nos pediu que lessemos para a próxima aula a introdução de um livro que continha mais de oitocentas páginas. Eu como possuo um tablet, rapidamente acessei a internet e baixei o livro no formato pdf (Portable Document Format). Ou seja, rapidamente tinha na ponta dos dedos o material necessário para próxima aula, não precisando assim, ter que ir até uma biblioteca em que possuísse este livro para loca-lo, e mais ainda, sem ter que carregar um livro pesado, com inúmeras páginas, tudo isso para ler apenas a introdução. Tudo bem, sei que haveria também a possibilidade de “xerocar” a introdução, mas estamos inseridos num contexto ecológico, de uma população preocupada com o meio ambiente, e ciente dos detalhes que fazem toda a diferença. Este é apenas um dos exemplos de como essas tecnologias nos ajudam em sala de aula. Mas novamente quero colocar-me como exemplo; por ter dois blogs, trabalhar com o computador, e fazer pesquisas na internet, acabei adquirindo uma considerável habilidade para digitar textos, porém, hoje, não mais tenho a mesma desenvoltura com a caneta. Devo admitir que seria de grande valia ter novamente um caderno de caligrafia. Esse seja talvez, o exemplo mais simples dos malefícios do uso constante destas tecnologias.
Precisamos encarar todo esse aparato tecnológico como ferramentas que nos auxiliam nas mais diversas areas da vida. No caso da sala de aula, ele é capaz de agregar conhecimento de forma “imediata”, sanando as dúvidas dos alunos e tornando mais clara a explicação de quem leciona. Agora, é preciso estar atento para não nos tornarmos dependentes dela para chegarmos a qualquer conclusão. Meu maior medo quanto a internet é: Que ela “mate” a reflexão. Que ela nos impeça de pensar, e de questionar(-se). Tenho medo que ela nos faça aceitar somente as respostas encontradas no Google. A internet é quase indispensável... Isso mesmo, quase! Termino este texto com uma argumento reflexivo: Imagine aqueles gênios a favor da nação, estando lá no Pentágono, buscando colocar em um local seguro  todas as informações sigilosas em um banco de dados. Sem saber como executar tal missão, se vêem obrigados a recorrer a não sei que portal de busca que fica também não sei aonde com as frases: O que é a internet? Como criar uma?.





|
This entry was posted on 12/10/2012 01:55:00 PM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

0 comentários: