Autor: Ronaldo Nunes
•5/01/2013 11:41:00 AM

[créditos da imagem]
-
Já fui menino que morou em casa com porta de vidro. Fui menino, daqueles que tem medo de olhar para porta e ver alguém passando, chegando, assustando... Ainda hoje sou menino, e tenho medo... Só que agora o medo é outro: o de olhar para porta, e não ver ninguém passar ou chegar. Típico medo de quem sente que está envelhecendo...


sozinho.





|
This entry was posted on 5/01/2013 11:41:00 AM and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

1 comentários:

On 1 de maio de 2013 15:02 , Jehssyca Fiúza disse...

Poesia de lápide pra quem está vivo. Deixa de angústia, poeta.